Edital: Contratação de Empresa para Execução das Obras de Restauração da União e Indústria

edital19

REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL MINISTÉRIO DOS TRANSPORTES, PORTOS E AVIAÇÃO CIVIL DEPARTAMENTO NACIONAL DE INFRAESTRUTURA DE TRANSPORTES SUPERINTENDÊNCIA REGIONAL NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

MINUTA DE EDITAL RDC ELETRÔNICO N° 0231/2019-07

OBJETO: CONTRATAÇÃO DE EMPRESA PARA EXECUÇÃO DAS OBRAS DE RESTAURAÇÃO DA ESTRADA UNIÃO INDÚSTRIA (BR-040/RJ).

DADOS DO RDC

  • DATA: 22/08/2019-10:00 h
  • MODO DE DISPUTA: ABERTO
  • CRITÉRIO DE JULGAMENTO: MAIOR DESCONTO
  • REGIME DE EXECUÇÃO: EMPREITADA POR PREÇO GLOBAL.
  • VALOR ESTIMADO. R$ 52.074.525,15 (cinquenta e dois milhões, setenta e quatro mil, quinhentos e vinte e cinco reais e quinze centavos)
  • DATA-BASE: JULHO/2018

DEPARTAMENTO NACIONAL DE INFRAESTRUTURA DE TRANSPORTES SUPERINTENDÊNCIA REGIONAL NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SERVIÇO DE CADASTRO E LICITAÇÕES

Rodovia Presidente Dutra Km 163 — Vigário Geral — Rio de Janeiro/RJ CEP.: 21.240-001 Tel. (21) 3545-4713

http://www.dnit.gov.br E-mail: searj@dnit.gov.br

Licitação para revitalização da União e Indústria será aberta no dia 30 de abril

[do Diário de Petrópolis de 13 de abril de 2019]

DNIT licita obra de R$ 40 milhões

O edital para recuperação dos 25 quilômetros da Estrada União e Indústria no trecho entre o Retiro e Pedro do Rio será lançado no dia 30 de abril. A informação confirmada ao prefeito Bernardo Rossi e ao deputado federal Vinícius Farah, quinta-feira (11.04) em reunião com a direção geral do DNIT – Departamento Nacional de Infraestrutura e Transportes, em Brasília. A expectativa é de que a obra – orçada em aproximadamente R$ 40 milhões – comece ainda no primeiro semestre.

uniaoIndustriaRevitalizar“São mais de 10 anos em que o início da obra se arrastava por muitos entraves no governo federal. Nossa gestão se empenhou percorrendo repartições e gabinetes em Brasília até que este pleito fosse atendido. Estamos acompanhando de perto todo o processo junto ao DNIT para garantir o andamento da obra e agora temos uma data confirmada para lançamento do edital. A prefeitura vem realizando obras emergenciais no trecho, mas existe a necessidade de total recuperação da estrada para garantir a segurança e conforto dos petropolitanos”, aponta o prefeito Bernardo Rossi.

O projeto de reforma prevê a pavimentação, sinalização e melhorias na drenagem de todo o trecho entre o Retiro e Pedro do Rio – que é de responsabilidade do DNIT. A prefeitura vai realizar, no decorrer da obra, pequenas intervenções como a construção de baias de ônibus e pequenos alargamentos na pista. O trecho entre Pedro do Rio e Posse, de responsabilidade do DER-RJ também está sendo cobrado pelo prefeito para ser revitalizado.

“Como representante da região estamos empenhados que esta obra saia do papel pela importância da estrada para o dia a dia de Petrópolis e para a economia da região porque a União Indústria influencia diretamente os municípios vizinhos”, completa Vinicius Farah.

“São quase 90 mil pessoas residentes no trecho, fora os que transitam diariamente pela estrada. A obra garantirá segurança para os petropolitanos. Agradeço ao empenho do deputado Vinicius Farah que vem acompanhando todo o processo e solicitando melhorias para a nossa cidade junto ao governo federal”, acrescentou Bernardo Rossi.

Prefeitura solicitou acesso ao projeto executivo da obra

Na ocasião, a prefeitura também solicitou, oficialmente, que a Superintendência Regional do DNIT no Estado disponibilize para o município o projeto executivo da obra de recuperação do trecho da União e Indústria.

“O objetivo é garantir que sejam permitidas as adequações necessárias, apontadas pelo município, durante a execução da obra acordadas entre o município e a empresa vencedora do certame com anuência da Superintendência Regional do DNIT”, ressalta o secretário de Obras, Ronaldo Medeiros.

A publicação do edital para contratação da empresa será feita pela Superintendência do DNIT no Rio de Janeiro. “ Um grupo de trabalho foi instituído para esse fim. Além de beneficiar os moradores, essa revitalização garante a segurança dos empresários e comerciantes que utilizam diariamente a via para escoamento da produção, ou seja, é um trecho extremamente importante para a cadeia econômica da cidade”, afirma Marcelo Fiorini, secretário de Desenvolvimento Econômico.

Entenda:

A reforma da União e Indústria se arrasta há quase 10 anos. Em 2009, a justiça determinou que o DNIT fizesse um projeto de recuperação da estrada, o que não ocorreu e rendeu uma multa de R$ 14 milhões ao órgão. Em 2011, o projeto até foi idealizado, mas não saiu do papel. Em 2016, uma licitação foi feita, mas a vencedora abriu mão do contrato e a segunda colocada não teve interesse na obra. Desde 2017 passado, a prefeitura cobra que o Dnit finalmente realize a reforma.