NovAmosanta divulga Plano de Ação 2019-2021

NovAmosantaLOGO2019

PROPOSTA DE PLANO DE AÇÃO 2019 – 2021
(tópicos)

MOBILIDADE

• RODOVIA BR040
• RODOVIA UNIÃO INDUSTRIA

AREA AMBIENTAL

• REFUGIO SERRA DA ESTRELA
• COMITE PIABANHA

DISTRITOS

• AÇÃO JUNTO AOS CANDIDATOS A PREFEITO EM 2020
• AÇÃO NAS NECESSIDADES DOS DISTRITOS (MOBILILIDADE, NOVAS CONSTRUÇÕES MEIO AMBIENTE)

CONSELHOS

• CRPD
• CCS
• OSPETRO/FPP

EDUCAÇÃO

• ATUAÇÃO JUNTO AO PROJETO EDUCACIONAL DO MUNICIPIO

AREAS DE APOIO

• ADM/FIN
• COMUNICAÇÃO

NovAmosanta realiza sua assembléia ordinária e elege diretoria e conselho para o biênio 2019-2021

No último sábado 13 de julho no Country Club de Itaipava, a NovAmosanta realizou sua assembléia anual tendo elegido a diretoria para o próximo biênio. Foi eleita a nova diretoria (vide ata adiante),

Entre os vários assuntos debatidos, foi aprovado o Plano de Ação para o Biênio 2019/2021, englobando várias áreas de atuação, bem com áreas de organização interna. (Plano em outra postagem, AQUI)


LogoNovAmosanta2

ATA DA ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA DA NOVAMOSANTA, REALIZADA EM 13 DE JULHO DE 2019.

No dia 13 de julho de 2019, na Estrada das Arcas nº 3673 (Itaipava Country Club-Itaipava-Petrópolis-RJ), às 10:30 hrs. em última convocação, reuniram-se em Assembléia Geral Ordinária os associados da NovAmosanta. O ilustre presidente da associação, Jorge La Saigne de Botton, deu as boas-vindas aos presentes e abriu a sessão colocando em pauta a formação da Mesa Diretora da Assembleia. Foi convidado para presidir os trabalhos o associado Marcio A. Cardoso e para secretariar a sessão o associado Roberto Leocádio Penna Chaves.

Assembleia Geral Ordinária

Foram apresentadas as contas do exercício de 2018 que já tinham sido previamente examinadas e aprovadas pelo Conselho Fiscal. Colocado em debate foram aprovadas as contas de 2018. A seguir o Presidente propôs aos associados as chapas para compor a Diretoria Colegiada com os seguintes associados:  Elena Monteiro Welper, Fernando Meira Rache, Luiz Guilherme Dias, Marcelo Florêncio, Nora Hokç, Paula Beatriz Pareto, Roberto Leocádio Penna Chaves, Ricardo Cypriano Conte, Rogério Guimarães, José de Pinho Alho, Paulo Hoelz Lyrio. Posta em votação foi aprovada pelos associados a indicação para compor a Diretoria Colegiada e ainda Jorge La Saigne de Botton como presidente, Fernando Varella Guedes como vice-presidente Marcio A. Cardoso como vice-presidente. A seguir, o Presidente propôs os nomes dos associados Ana Maria B. C. Penna Chaves, Rosália Luz e Isaura Garcia para compor o Conselho Fiscal. Foi aprovada pelos Associados a indicação. Finalmente, o Presidente propôs os nomes para formar o Conselho Consultivo; Carlos Eduardo Pereira da Cunha, Jacques La Saigne de Botton, José Luiz Alquéres, Yara Valverde e Telmo Travassos de Azambuja e Sérgio Luz.

Posta em votação foram eleitos os membros propostos. Dando prosseguimento, foi sugerido pelo Presidente, para fazer face à movimentação financeira da NovAmosanta os nomes dos Diretores  Jorge La Saigne de Botton, brasileiro, casado, economista, CI IFP 2178149 e CPF 256833577/72, morador na Estrada dos Tabuões 472 Itaipava, Petrópolis, RJ, CEP 25750-050 e, Roberto Leocádio Penna Chaves, CPF 090667307/06, CI CREA 14.019-D, brasileiro, casado, engenheiro, domiciliado à estrada João de Oliveira Botelho 101A, CEP 25745-670, Santa Mônica, Itaipava, Petrópolis e Jose de Pinho Alho, brasileiro, casado , administrador, CI DETRAN 01658398-1 e CPF 042085107/06, morador na Est. União Indústria 9153 Figueiras APTO 101, Itaipava, Petrópolis, RJ CEP 25730736. A seguir o Presidente passou a palavra para o Presidente eleito Jorge La Saigne de Botton para expor o Plano de Ação da NovAmosanta para o biênio 2019/2021.

Em seguida o Presidente passou a palavra para o Vice-Presidente eleito Fernando Varella Guedes para apresentar as propostas da NovAmosanta para o edital de licitação da BR040.

Agradecendo a presença de todos e tendo sido tratado todos os assuntos da pauta e não havendo mais quem quisesse fazer uso da palavra, foi encerrada a Assembleia do que se lavrou a presenta Ata que após lida e achada conforme, vai subscrita pela mesa dos trabalhos.

Petrópolis, 13 de julho de 2019.

Marcio A. Cardoso

Roberto Leocádio Penna Chaves

Presidente da Mesa Diretora

Secretário da Mesa Diretora

Concer fecha mais um acesso à União e Indústria

da Tribuna de Petrópolis de 17 de julho (aqui página inicial do jornal)

JANAÍNA DO CARMO – Redação Tribuna

A Concer — concessionária que administra a BR-040 — iniciou na segunda-feira, uma obra para fechar o acesso à Estrada União e Indústria pela ponte do Castelo de Itaipava, na altura do km 56.

O local era usado há mais de 40 anos pelos motoristas que agora terão como alternativa outro retomo mais distante quatro quilômetros.

Apesar das intervenções de afunilamento do canteiro terem começado há dois dias, a concessionária ainda não instalou placas informando o fechamento do acesso e vários motoristas foram flagrados na manhã de ontem, fazendo a conversão agora proibida. “É lamentável que, mais uma vez, a Concer não procure a Prefeitura que tem técnicos de mobilidade na CPTrans e experiência local para buscar uma so-lução melhor. Esse acesso já existia antes da BR-040 e a rodovia cortou Itaipava ao meio deixando parte da população do outro lado com dificuldade de acesso”, protestou o presidente da NovAmonsanta, Jorge de Botton.

Com o fechamento desse acesso, os motoristas também tem a opção de passar por dentro do Castelo de Itaipava, onde uma pista foi construída para acessar a ponte e chegar a Estrada União e Indústria. “Agora o acesso à ponte se faz por dentro de propriedade particular do Castelo, e portanto de forma condicional, tem até que passar por um portão. A ANTT que supostamente deveria privilegiar o olhar do usuário não pode desconsiderar a solicitação da Prefeitura que é a representante legal dos cidadãos petropolitanos.

Em resumo: o trânsito em Itaipava que já está péssimo só tem a piorar, uma má notícia”, ressaltou Jorge de Botton. Quem mora na região ou os motoristas que vem de Juiz de Fora (MG) também criticaram a medida pois agora estão impedidos de acessar a União e Indústria pelo retorno em frente ao Castelo. “Eu moro na Vila Rica e para chegar na União e Indústria era só retornar em frente ao Castelo e seguir até o acesso a ponte. Agora, com essa obra o retomo terá que ser na ponte do Arranha-Céu, vamos perder mais tempo”, lamentou Fabiano Augusto, de 48 anos.

A falta de sinalização também foi questionada pelo morador. “Não há nada que diga que não podemos mais entrar na ponte ou que temos que seguir pelo terreno do Castelo. Muitos motoristas continuam fazendo a conversão correndo risco de acidente”, comentou Fabiano.

A equipe da Tribuna ficou na região por cerca de 20 minutos, neste período flagrou pelo menos 10 motoristas fazendo a conversão para acessar a ponte. Em nota, a Concer informou que “o acesso opera de forma regular no sentido União e Indústria – BR040, respeitando os padrões de segurança viária e em consonância com o novo acesso ao Castelo de Itaipava.

A ANTT, em nota, in-formou que o acesso era irregular e que os motoristas contam com outras alternativas de passagem entre a BR-040 e a União e Indústria.

Outro acesso à União e Indústria que a Concer também fez obras que dificultaram a conversão dos motoristas é o localizado a poucos metros do pedágio, em Areal. O local dá acesso ao distrito da Posse e é usado principalmente por moradores do distrito. A entrada ainda não foi proibida pela concessionária, mas ela é feita com dificuldade devido ao afunilamento do canteiro. Além disso, os motoristas também encontram um tre-cho urbano em péssimo estado de conservação.