Distritos de Petrópolis Apresenta Produto Inicial do Projeto à Prefeitura

Nesta semana, (24/6) diretores da NovAmosanta e da empresa Mosaico Ambiental estiveram na Prefeitura de Petrópolis para uma apresentação dos resultados até a data da primeira fase do Projeto Distritos de Petrópolis.

O evento contou com a presença dos Secretários de Planejamento, Eduardo Ascoli, e de Ciência e Tecnologia, Airton Coelho, e de técnicos de várias secretarias e órgãos da Prefeitura, uma vez que o assunto permeia as diversas unidades da administração Municipal.

A apresentação, que propiciou o conhecimento do andamento dos trabalhos e de suas aplicações futuras, foi muito bem recebida pela audiência e se desdobrou num plano de trabalho conjunto a ser incorporado ao convênio que deverá ser firmado com o Município.

Os mapas e o sistema  computacional de informações geográfica, SIG que estão sendo gerados pelo projeto, uma vez incorporados aos processos da Prefeitura, trarão grandes benefícios à administração municipal e aos cidadãos dos distritos, pois poderão ser usados no planejamento do desenvolvimento e no acompanhamento eficaz das políticas públicas a serem implantadas, como, por exemplo, de educação, de saúde e de transporte.

A NovAmosanta vê o trabalho em parceria com a Prefeitura como de suma importância visando colaborar, como segmento da sociedade civil, para o futuro próspero e sustentável dos distritos.

“O projeto Distritos de Petrópolis é patrocinado por cidadãos dos Distritos como uma colaboração para com o poder público municipal e seus concidadãos. ”

Distritos de Petrópolis – Primeiros Mapas: Como Acessar

Distritos de Petrópolis - Acesso a Mapas

Para acessar os mapas: (ver, por favor, o artigo anterior também, abaixo)

1. Acesse o link do Google Drive:

https://drive.google.com/folderview?id=0B1weFJNkBrVRNmVyRFNFc1hLZUU&usp=sharing

2. Abrirá a pasta adiante. Clique uma vez apenas em “MAPAS_PDF” ou na pasta acima desse texto.

3. Abrirá uma janela com as pastas “A0″ e “A1″, como adiante.

Essas pastas contêm:

  • Pasta A0: pasta 50K com 1 mapa 1:50000
  • Pasta A1: Pastas 10K, 25K, 50K, com mapas nas escalas respectivamente 1:10.000, 1:25.000 e 1:50.000.

4. Clicando em qualquer das pastas aparecerão pequenas figuras, cada qual representando um dos mapas. Clique no mapa desejado para vê-lo.

5. Caso apareça, dependendo do mapa escolhido, a figura adiante, clique em “Download”: é um detalhe do Google Drive relacionado a arquivos muito grandes. Prosseguindo o mapa poderá se “baixado”

Importante:

  1. notar que eventualmente o mapa é exibido pelo navegador (Firefox, Internet Explorer…) numa forma “resumida”, sem possibilidade de detalhamento: para poder detalhar o mapa é preciso “baixá-lo”; isso pode demorar de 5 a 10 minutos numa conexão básica tipo 2Gigabytes.
  2. para ver um mapa “baixado” precisa um visualizador de arquivos “.pef” – se não tiver um instalado, ver os links aofim do posting.

Eis um exemplo de um mapa “baixado”:
Exibidores de “.pdf” (ou procure no buscador por “leitor pdf”)

O projeto Distritos de Petrópolis é patrocinado por cidadãos dos Distritos como uma colaboração para com o poder público municipal e seus concidadãos. A esses colaboradores a NovAmosanta agradece em nome dos Distritos e de todos nós.

    Distritos de Petrópolis – Primeiros Mapas Disponíveis !

    Com muita satisfação anunciamos que está sendo entregue pela empresa Mosaico Ambiental (http://www.mosaicoambiental.com.br),  o primeiro conjunto de mapas contratados pelo projeto Distritos de Petrópolis !

    (ver link de acesso ao fim dessa nota)

    Lembramos que as fases do projeto, que abrange 3 distritos de Petrópolis são:

    1. a constituição de uma Base de Dados Geoespaciais para subsidiar diagnósticos, análises, consultas espaciais, produção e disponibilização de geoinformação;  (concluida, mapas no link adiante)
    2. a elaboração de Diagnósticos Geobiofísico e Socioeconômico dos Distritos de Itaipava (bacias do Rio Santo Antônio e Cuiabá), Pedro do Rio (cabeceiras das bacias dos rios Fagundes e Maria Comprida) e Cascatinha (bacias dos rios Araras, Cidade e do Bonfim);  (em andamento)
    3. a construção de um Zoneamento Territorial (proposta básica) destes distritos, com base nos diagnósticos, como subsídios para futuro zoneamento participativo em reuniões públicas de planejamento. (a seguir)

    Os mapas da Base de Dados Geoespaciais foram geradas em escalas de detalhamento 1:50.000 (um para cinquenta mil), 1:25.000, 1:10.000, 1:2.000, cada conjunto de mapas com sua utilidade específica.

    Os mapas foram criados em forma “dinâmica”, que é a apropriada para uso em sistemas de planejamento e acompanhamento de projetos municipais.

    Para ilustração foram geradas também formas “estáticas” no formato “.pdf”, próprio para exibição na tela do computador ou eventual impressão.

    A forma estática dos mapas está armazenada no serviço “Google Drive” e pode ser acessada no link adiante:

    https://drive.google.com/folderview?id=0B1weFJNkBrVRNmVyRFNFc1hLZUU&usp=sharing

    Ao acessar, clicar nas pastas para exibir os mapas. Na próxima postagem descreveremos melhor o acesso.

    O projeto Distritos de Petrópolis é patrocinado por cidadãos dos Distritos como uma colaboração para com o poder público municipal e seus concidadãos. A esses colaboradores a NovAmosanta agradece em nome dos Distritos e de todos nós.

    PS: Caso tenha problema com o acesso favor contactar-nos pela página “Contato” ou pelo e-mail novamosanta@novamosanta.org.br.

    Proposta da Pefeitura em Dezembro de 2012 para o Ministério das Cidades Sobre Mobilidade Urbana nos 2ᴼ e 3º Distritos

    Em dezembro de 2012 a Prefeitura de Petrópolis apresentou para o Ministério das Cidades proposta para obtenção de recursos para implantação de dois projetos de mobilidade urbana, sendo um referente ao Centro e o segundo referente ao 2º e 3º distritos.

    A proposta do Centro foi aprovada e a dos distritos ficou para outra oportunidade. Como houve pouco tempo para a apresentação dos projetos e a qualidade sofreu com isso, espera-se agora que o projeto dos distritos possa ser mais discutido com a sociedade e mais bem elaborado.

    Plano Municipal de Saneamento Básico – Mobilização Social – Oficinas Preparatórias

    Como divulgado pela
    Secretaria de Planejamento de Petrópolis

    Plano Municipal De Saneamento Básico
    Mobilização Social – Oficinas Preparatórias

    09/06 (Segunda)
    Oficina preparatória do PMSB – 1º Distrito
    Local: Centro de Cultura Raul de Leoni- Centro
    Hora: 18:30 h
    Responsáveis: Nicolau Obladen, Luiz G. G. Vieira

    10/06 (Terça)
    Seminário de lançamento do PMSB
    Local: Centro de Cultura Raul de Leoni- Centro
    Hora: 09:00  h
    Convidados: Prefeito Municipal,Secretários Municipais, Convidados e Mídia
    Responsáveis: Nicolau Obladen, Luiz G. G. Vieira

    10/06 (Terça)
    Oficina preparatória do PMSB  4º Distrito  (Pedro do Rio) e 5º Distrito (Posse)
    Local: Colégio Municipalizado Moises Furtado Bravo- Posse
    Hora: 18:30 h
    Responsáveis: Nicolau Obladen, Luiz G. G. Vieira

    11/06 (Quarta)
    Oficina preparatória do PMSB 2º Distrito (Cascatinha) e 3º Distrito ( Itaipava)
    Local: Sub Prefeitura –Itaipava
    Hora: 18:30 h
    Responsáveis: Nicolau Obladen, Luiz G. G. Vieira

    07/07 (Segunda)
    Reunião com os membros do COMCIDADE para exposição dos elementos dos sistemas de Limpeza Urbana e Manejo de Resíduos Sólidos e, Drenagem e Manejo de Águas Pluviais
    Local: Gabinete do Prefeito
    Hora: 18:30
    Responsáveis: Eduardo Ascoli, Nicolau Obladen , Luiz G. G. Vieira

    14/07 a 04/08
    Consulta Pública no site da PMP

    11/08 ( segunda)
    Audiência Pública
    Local e hora:  A ser definido pela PMP
    Convidados: Prefeito Municipal, Secretários Municipais , Autoridades, Sociedade Civil
    Responsáveis: Equipe Habitat Ecológico

    20/08 (Quarta)
    Análise e aprovação do PMSB e PMGIRS pelo CRPD
    Local : Secretaria de Planejamento
    Hora: 18:30 h
    Responsáveis : Conselheiros e Técnicos da Secretaria de Planejamento

    Mobilidade Urbana nos Distritos

    Existem hoje projetos de melhoramentos para o sistema viário dos distritos de forma a reduzir os engarrafamentos que a todos atinge. Tanto representantes da sociedade civil, da  PMP como o DNIT têm proposições que devem ser discutidas e que certamente trarão uma melhora significativa nas condições de tráfego dos distritos.

    O problema é que as vias principais dos distritos estão sob a administração do DNIT (União Indústria, Br 495), Concer (  BR 040 ) e DER-RJ ( RJ 117)  e essas entidades estão distanciadas dos problemas locais.

    A Prefeitura não quer se envolver nessas administrações por falta de recursos de pessoal e financeiros. Fica a PMP encarregada das antigas estradas de fazenda, que compoem o sistema viário secundário dos distritos. Essas vias secundárias são na sua maioria estreitas, sem calçadas e com as margens ocupadas, executadas com fina camada de asfalto de vida curta.

    Um projeto de expansão do sistema irá requerer certamente despesa vultosas de indenizações de moradias o que dificulta enormemente a viabilização de um projeto.

    Como vemos o problema é complexo e requer uma autoridade que possa coordenar essas entidades num projeto único visando a melhoria do escoamento do tráfego. A mídia terá um papel muito importante no sentido de ajudar a sociedade civil na pressão sobre as autoridades públicas para solucionar essa questão.

    Portanto não há planejamento adequado em vista da problemática acima descrita. Várias reclamações tem sido direcionada á CPTrans através d emails e do COMUTRAN com nenhum efeito prático.

    O trânsito dos distritos sofre com a expansão imobiliária acentuada que vem ocorrendo, sem a correspondente melhoria no sistema viário. Diz-se comumente que esse problema está ocorrendo no mundo inteiro devido também á produção de veículos. Sabemos disso, mas, nos distritos de Petrópolis o problema é gravíssimo pois, de um lado temos a expansão de veículos, a expansão imobiliária e por outro lado temos a falta de coordenação e recursos para a melhoria e os condicionantes técnicos  para implantação da infra-estrutura viária.

    A expansão imobiliária deve ser paralisada até que haja uma reavaliação da disponibilidade de infraestrura ( viária, água, esgoto etc…). Essa é uma das bandeiras do Movimento Distritos de Petrópolis recém constituído.

    Finalmente temos que considerar que a falta de escoamento adequado na entrada e saída dos eventos no Parque de Exposição trazem desconforto considerável á população e comércio local devido á usual superlotação dos mesmos.