BR-040: Grupo Paritário de Trabalho da CONCER (GPT) – Reunião em 12/03/2015

Foram tratados os seguintes assuntos:

a) A ANTT informou que as duas pontes localizadas em Itaipava – Arranha Céu e Bramil, objeto de solicitação de construção de novas pontes por parte da NovAmosanta, estão fora da área de concessão da CONCER. Assim sendo, para que essas obras possam ser autorizadas pela ANTT, a NovAmosanta deverá apresentar estudo justificando as razões da prioridade dessas construções;

b) Fernando Varella, representante da NovAmosanta, solicitou à CONCER informar o valor total, pago em 2014, referente ao ISS – Imposto sobre Serviços, pago às prefeituras dos municípios cortados pela rodovia federal BR-040, na área de concessão da CONCER;

c) A ANTT informou que a correspondência firmada por todos os integrantes do GPT, solicitando aumento do efetivo da Polícia Rodoviária Federal no trecho fluminense da BR-040, dirigida ao diretor da mesma Polícia, será enciada inicialmente para a Sra. Viviane Essa, Superintendente de Exploração de Infraestrutura Rodoviária da PRF, em Brasília, por razões de hierarquia;

d) A Prefeitura Municipal de Petrópolis não enviou representantes à reunião;

e) A CONCER informou sobre o andamento das obras de construção da nova subida da Serra, destacando que as mesmas obras estão de acordo com o cronograma previsto;

f) A ANTT informou que está em entendimentos com a PRF, sobre o uso dos recursos de uma dotação fixa por parte da CONCER, para a aquisição de equipamentos destinados aos postos da Polícia que atendem à rodovia, com foco na melhoria da qualidade dos serviços prestados;

g) Em resposta à solicitação do representante da NovAmosanta com relação aos estudos sobre o uso da atual subida da Serra, depois da inauguração da nova subida, a CONCER informou que os referidos estudos ainda não estão concluídos e que permanecem muitas dúvidas sobre a possível transformação da atual subida em Estrada-Parque. Ainda segundo a CONCER, a tendência é a concessionária liberar o tráfego em mão dupla, no trecho entre a nova praça do pedágio até o Belvedere;

h) Aproveitando o debate sobre melhorias na rodovia, o representante da NovAmosanta registrou que algumas passarelas, na região do Terminal do Bingen, em Petrópolis, têm sido utilizadas por pessoas para jogarem pedras nos veículos, especialmente os ônibus. A empresa Única-Fácil tem reclamado do crescente número de veículos que têm de substituir os para-brisas danificados por pedradas. O jornal Tribuna de Petrópolis tem seguidamente noticiado esses fatos.

NovAmosanta Promove Reunião com a Secretaria de Estado de Transportes – SETRANS

Quinta-feira 15de abril, com a presença do secretário  estadual de transportes Roberto Osório, a diretoria da NovAmosanta se reuniu para analisar a situação viária de Itaipava .

Foram debatidos os constantes engarrafamentos nos Distritos e as soluções necessárias para que não mais ocorram, tais como a duplicação das pontes do “Aranha Céu” e do Bramil,  interligando melhor a rodovia BR-040 com a estrada União e Indústria. As grandes filas que se formam e que adentram a rodovia  põe em risco aqueles que usam a rodovia .

Foi também analisada a situação da estrada União e Indústria e a recuperação desta a ser feita pelo DNIT, bem como a importância de serem incorporadas nessa recuperação as intervenções sugeridas pela prefeitura de Petrópolis.

Na ocasião a NovAmosanta entregou  à secretaria um anteprojeto para a recuperação das 5 pontes existentes (2 pontes, Arranha-Céu e Bramil, interligando a rodovia BR-040 à União e Indústria e 3 pontes na União e Indústria: Bonsucesso, Estrada das Arcas e Ponte Vermelha – próxima ao Horto Municipal)

BR040, Proibição de Vans e o Comércio da Rua Teresa

A edição de (17/4) da Tribuna de Petrópolis destaca uma nova matéria sobre a importância da BR-040 para a vida do nosso município.

O jornal comenta o impacto de grandes perdas para os lojistas da Rua Teresa em função da proibição, pela ANTT, do transporte interestadual por vans, uma vez que um grande número de sacoleiros de Minas Gerais utiliza esse meio de transporte para fazer suas compras no pólo de confecções e malharia da Rua Teresa.

Temos, insistentemente, comentado que a ligação rodoviária Rio-Petrópolis-Itaipava tem importância estratégica para a vida de Petrópolis. Pelo menos, 25.000 pessoas, sobem e descem a serra, diàriamente, para trabalhar, para estudar e para outros fins.

Por outro lado, muitos cariocas e pessoas de outras localidades têm casasde fim-de-semana na Serra e/ou fazem turismo na cidade de Petrópolis ena região de Itaipava.

A essa lista devemos incluir os milhares de frequentadores, inclusive “sacoleiros”, que visitam, com regularidade ar ua Teresa, tradicional e importante polo de confecções e malharias de Petrópolis.

Por causa disso, a notícia de que a ANTT – Agência Nacional deTransportes Terrestres – teria proibido o transporte interestadual por vans, significa muitas perdas para os lojistas da Rua Teresa, uma vez que especialmente os “sacoleiros” oriundos de Minas Gerais utilizam aquele meio de transporte para fazer suas compras em Petrópolis.

Levaremos esse assunto para a próxima reunião do Grupo Paritário de Trabalho da CONCER, coordenado pela ANTT, do qual a NovAmosanta participa.