NovAmosanta no Conselho do Importante Refúgio de Vida Silvestre da Serra da Estrela

A mais nova unidade de conservação do estado, o Refúgio de Vida Silvestre da Serra da Estrela, empossou na última quarta-feira, 12 de dezembro, os conselheiros que irão ajudar na elaboração do seu plano de manejo e planejar e propor a sua melhor utilização pela população.

A criação dessa área de proteção é um antigo projeto da NovAmosanta, agora realidade. (ver aqui – nesse blog)

Essa área, além de importante corredor ecólogo ligando a Reserva Biológica do Tinguá (Rebio Tinguá) ao Parque Nacional da Serra dos Orgãos (Parque Nacional), será proteção contra a ocupação imobiliária desordenada, numa região de especial beleza e importância ecológica e que, sem dúvida é também um importante ativo turístico de Petrópolis.

Uma proposta da NovAmosanta para o futuro é, após a conclusão da obra da nova estrada de subida para Petrópolis, que se transforme a subida atual em uma estrada parque e um grande ativo de lazer.

Foram eleitos para representar a NovAmosanta os diretores Paula Pareto e Rogério Guimarães. (na foto, à esquerda, exibindo seus diplomas)

serradaestrela2018_dez
Posse do Conselho. Da esquerda: Paula Pareto (NovAmosanta, Conselheira Empossada), Rogério Guimarães (NovAmosanta, Conseljheiro Emposado), à direita: Jorge de Botton( NovAmosanta) e Fernando Varella(NovaMosanta)

—————————————

reservaEstrela01

REFÚGIO DE VIDA SILVESTRE ESTADUAL DA SERRA DA ESTRELA – REVISEST
Criação: Lei Estadual n° 7.826 de 27 de dezembro de 2017
Área: aproximadamente 4.811 hectares
Localização: Regiões de Governo do Rio de Janeiro – Serrana e Metropolitana
Abrangência: parte dos municípios de Petrópolis, Duque de Caxias e Magé e Petrópolis

Ver:  (INEA) http://www.inea.rj.gov.br/Portal/Agendas/BIODIVERSIDADEEAREASPROTEGIDAS/UnidadesdeConservacao/REFUGIO_SERRA_ESTRELA

oeco

 – O que é um refúgio de vida silvestre ? 

Refúgio de Vida Silvestre Estadual da Serra da Estrela Toma Corpo

reservaEstrela01

Na terça-feira 18 de setembro, o INEA realizou a primeira reunião para a formação do Conselho Consultivo da mais nova unidade de conservação ambiental do Estado do Rio – o Refúgio da Vida Silvestre Estadual da Serra da Estrela – REVISET. O Refúgio é gerido pelo Instituto Estadual do Ambiente – o INEA/RJ e abrange áreas dos municípios de Petrópolis, Duque de Caxias e Magé.

A nova unidade de conservação que é classificada como de proteção integral, conforme disposto no Sistema Nacional de Unidades de Conservação – SNUC, Lei Federal no. 9985/2000, foi criada pela Lei Estadual no. 7826, de 27 de dezembro de 2017, em atendimento a anseios da sociedade dos três municípios e de várias unidades de conservação do Estado do Rio.

O Refúgio tem como objetivos principais: assegurar a preservação dos remanescentes de Mata Atlântica e ecossistemas da região serrana fluminense, bem como recuperar as áreas degradadas ali existentes, manter populações de animais e plantas nativas e oferecer refúgio para espécies migratórias, raras, vulneráveis, endêmicas e ameaçadas de extinção de fauna e flora nativas, consolidar o corredor de biodiversidade da Mata Atlântica na Serra do Mar, ligando a nova unidade de conservação às demais unidades da região, em especial o Parque Nacional da Serra dos Órgãos e a Reserva Biológica do Tinguá, bem como contribuir para o ordenamento da ocupação do solo na região, evitando a urbanização do último fragmento de florestas nativas da Serra da Estrela e, ainda, oferecer oportunidades de visitação, recreação, educação e pesquisa científica, estimulando o turismo de bases sustentáveis dos municípios onde se situa, e, como resultado, assegurar a continuidade dos serviços ambientais prestados pela natureza.

Segundo a legislação vigente, toda Unidade de Conservação deve ter um conselho que tem como função auxiliar o chefe da UC na sua gestão. O conselho deve ter a representação de órgãos públicos das três esferas: Federal, Estadual e Municipal e da sociedade civil, como a população residente e do entorno, trabalhadores e setor privado atuantes na região, comunidade científica e organizações não governamentais como atuação comprovada na região.

Um bom público esteve presente à reunião que foi realizada no Auditório Anexo do Campus da Faculdade de Medicina de Petrópolis, em Petrópolis. A reunião foi coordenada por Eduardo P. Antunes, geógrafo e Gestor do Refúgio Serra da Estrela, tendo os diversos assuntos sido bastante debatidos pelos presentes.

A NovAmosanta – Distritos de Petrópolis, participou ativamente dos esforços para a criação da nova unidade de conservação, de modo a garantir a preservação da Subida da Serra, um dos mais importantes atrativos turísticos de Petrópolis. No nosso entendimento, a criação do Refúgio será um importante obstáculo ao processo de urbanização do trecho da BR-040 que abriga florestas nativas da Serra da Estrela, parte da Mata Atlântica no Estado do Rio de Janeiro.

A primeira reunião do Conselho Consultivo ficou agendada para o dia 25 de outubro, em local a ser indicado.

(baixar AQUI a apresentação mostrada na reunião – arquivo PDF – 6.095 KBytes)

Serra da Estrela – 1a. Reunião para Formação do Conselho Consultivo – Terça 18 setembro

Refúgio de Vida Silvestre Estadual da
SERRA DA ESTRELA

Primeira Reunião para Formação do Conselho Consultivo

Terça-feira, 18 de Setembro das 9 às 13 horas.

OBJETIVO :

  • Iniciar a formação do conselho consultivo do REVISEST.
  • Apresentar os pressupostos legais e administrativos para a gestão participativa
    na Unidade de Conservação (UC).
  • Realizar o Diagnóstico Rápido Participativo – DRP para a área da UC e seu entorno.

Local: Auditório do prédio anexo da FMP/FASE
Endereço: Av. Barão do Rio Branco, 1003 – Centro, Petrópolis – RJ (estacionamento privativo no local)

Ver também (neste blog) – CLICAR AQUI…


rioBranco1003

 

serraDaEstrela

 

 

 

 

Convite, dia 19: A Mais Nova Unidade de Conservação Estadual, Refúgio da Vida Silvestre Estadual da Serra da Estrela e sua Importância para Petrópolis

LogoUmOlharNovAmosanta

A Mais Nova Unidade de Conservação Estadual, Refúgio de Vida Silvestre Estadual na Serra da Estrela, e sua Importância para Petrópolis

Apresentação por parte de uma equipe técnica do INEA de comentários sobre a importância para Petrópolis da recente aprovação pela ALERJ – Assembléia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro, do projeto de lei que criou uma nova unidade de conservação, o Refúgio Estadual de Vida Silvestre da Serra da Estrela, em Petrópolis, considerações sobre a sua gestão, e, ainda, a possibilidade da criação de uma estrada-parque em trecho da atual subida da Serra de Petrópolis.

Após a apresentação, teremos um tempo para a formulação de perguntas sobre o tema.

 

19 de dezembro, às 16:00 horas
Auditório do Flat Itaipava Center
Estrada União e Indústria, no. 10.337, 1° andar
Itaipava

 

NovAmosanta — Distritos de Petrópolis
Jorge de Botton
Presidente
Fernando Varella
Vice-Presidente